NOTÍCIAS – 26/03/2005

Entrevista do mês: Neto

Pra falar a verdade

Na fase mais feliz de sua vida, Neto fala sobre o trauma que o acompanha desde os tempos de jogador e revela que quer ser técnico depois da Copa de 2006

Neto é um dos comentaristas mais polêmicos do Brasil, característica que carrega desde os tempos de jogador. Fala sobre tudo. Pra falar a verdade - expressão que usa a toda hora -, sobre quase tudo. A equipe da A+ estava encerrando esta entrevista especial quando, depois de quase uma hora e meia de conversa em que todas as perguntas tiveram respostas, recebeu dele a única recusa: "Você tem 1,74m de altura. Quanto está pesando agora?"
- Ah... (pausa) Coloca aí que estou bem. Gordo nunca revela o peso - respondeu ele.
Neto ainda não conseguiu superar o trauma de ser chamado de gordo, que o persegue até hoje em bares, restaurantes e - pode acreditar - estádios de futebol. Pela primeira vez, ele revela que teve que fazer terapia por causa disso no início da década de 90, quando vivia no Corinthians a melhor fase de sua carreira.
Mas a fase, pelo menos física, é outra. Depois de iniciar uma reeducação alimentar ortomolecular, que indica o cardápio a partir do tipo sangüíneo, Neto emagreceu 30kg em um ano e três meses. Resultado: está em forma para participar de uma Copa do Mundo - como comentarista -, o que não conseguiu como jogador. Depois da Alemanha, vai iniciar outro projeto: ser técnico, ou melhor, treinador - o que para ele não é a mesma coisa.
Aliás, um dos trechos mais surpreendentes da entrevista é quando Neto aponta seus preferidos na função de treinador. No meio de muitos palavrões, que na maioria das vezes não soam tão chulos em sua boca, sobra até para Carlos Alberto Parreira, técnico da Seleção Brasileira.
No dia 9 de abril, Neto vai inaugurar um programa esportivo na TV Bandeirantes, o "Video Gol", com a promessa de não deixar pedra sobre pedra, como nesta entrevista.

Mateus Benato: É mais fácil ser comentarista que jogador e dirigente?
Para mim, a coisa mais fácil foi ser jogador. Eu fui bom pra caralho. Só fui ruim comigo mesmo. Pra falar a verdade, pelo que vejo do futebol de hoje - dos Ronaldinhos, do Alex, dos caras que são camisa 10, da minha posição, - eu não perco em nada para eles. Isso se eu tivesse sido atleta, estou falando de nível técnico. Mas não posso comparar minha carreira com a de nenhum dos três. O Alex tem vários títulos, o Ronaldo é bicampeão mundial, o Ronaldinho é o melhor do mundo. Estou falando de jogar bola.

Marcelo Damato: Você não se arrepende de não ter feito esse regime mais cedo, quando era jogador?
Eu não me arrependo de porra nenhuma que fiz na minha vida. Pra falar a verdade, a única coisa de que me arrependo foi não ter tido uma pessoa próxima de mim para me ajudar e me orientar. Eu também não deixava. Se tivesse feito isso quando jogava, estaria jogando até hoje num Guarani, numa Ponte Preta. Agora, vou fazer 39 anos, minha cabeça é outra, eu não bebo bebida alcoólica faz quatro anos e três meses...

MB: Por que parou?
Depois que minha filha nasceu, eu não quis beber mais. Até porque eu bebia e ficava louco. E isso fez com que minha carreira fosse inconstante: não disputei uma Copa do Mundo, não joguei num grande clube europeu... Fui um jogador exclusivamente do Corinthians.

MB: Você costuma criticar a presença dos empresários nos clubes de futebol, mas não seria bom ter tido um para lhe dar esse tipo de orientação?
Existe o lado ruim: tem empresário que paga procuração para tirar jogador de outro empresário. Mas, pelo lado bom, se eu tivesse tido um empresário como o Gilmar Rinaldi, o Cláudio Guadagno, o Luiz Taveira, o Wagner Ribeiro, o Juan Figer, com certeza teria jogado em muitos clubes europeus. O empresário é importante para a carreira do jogador, mas o clube não precisaria de empresário para negociar jogador.

MD: No São Paulo, fizeram você correr até na Marginal Pinheiros. Você não tinha noção de quanto a forma física era importante para sua carreira?
Eu não tinha, nem um pouco... Até porque o que foi feito no São Paulo foi errado: imagine correr no chão duro, no meio de caminhão... Por outro lado, foi o único clube que me fez entender um pouco isso, mas eu não... Pra falar a verdade, eu não obedecia a ninguém.

Marília Ruiz: Você obedece a alguém?
Hoje, eu acho que só obedeço à minha filha. E aos caras que são meu chefes.
MR: Mas você nunca obedeceu a seus chefes nos clubes...
É. Eu poderia ter tido uma vida melhor, um currículo melhor. No São Paulo, eu me condicionei, fiz pré-temporada, emagreci... Só que largava tudo, não tinha seqüência. No Corinthians, eu não fui o melhor jogador de 90, 91 para a imprensa da época? E não disputei nem a Copa de 90 nem a de 94. Olha como fui burro! Em 91, fiz uma puta temporada, mas larguei tudo no ano seguinte. Achava que, com meu talento, poderia superar essas coisas.

Benjamin Back: Você já foi jogador, dirigente, técnico por um jogo...
Puteiro... (risos)

BB: Vamos ficar no lado profissional, por enquanto... (risos) Agora você é comentarista. Gostaria de se fixar em que função no futebol?
Quando eu parei de jogar futebol, parecia que não tinha onde pisar, fiquei desnorteado. Graças a Deus, trabalhei logo em seguida na TV Bandeirantes. Depois, fiquei dois anos e quatro meses como gerente do Guarani e comecei a viajar de novo, concentrar... São coisas que estão na veia da gente. Achei que fosse fazer isso para sempre. Mas minha decepção foi tão grande... Cheguei à conclusão que eu vou ficar de comentarista até os 42 anos e partir para ser técnico. Mas quero me preparar, não quero assumir como um monte de técnico: "Corinthians contrata ídolo Neto para apaziguar a crise". Não quero pegar um time grande, mas começar de baixo, pegar um pequeno, sofrer. Mas só vou começar a me preparar depois da Copa do Mundo. Eu vou fazer a Copa, nunca fiz uma Copa, meu sonho é trabalhar numa Copa. O (Sebastião) Lazaroni não me levou como jogador (para a Copa de 90), pelo menos vou como comentarista.
MB: O César Sampaio, quando encerrou a carreira no ano passado, também disse que queria se preparar para ser técnico. O que vocês dois, por exemplo, precisam aprender?
Ah, não sei porra nenhuma. É foda dar treino, cara. Pensa que é fácil dar treino para um time profissional? Pra falar a verdade, não é só dar treino. Você tem que se preparar para se posicionar diante do time, decidir em qual esquema pretende jogar... Você acha que o César Sampaio, que foi ídolo no Santos, tem condições de assumir no lugar do Oswaldo de Oliveira? Não tem nem fodendo. O cara tem que sofrer. É como esses meninos que me pedem para arranjar teste: "Pô, no São Paulo só tem igrejinha". Tem porra nenhuma. Se você é bom, joga em qualquer lugar. Para ser treinador, você tem que aprender no dia-a-dia. Não adianta pegar um time grande de cara porque, se você perder duas, está fodido.

MR: Por que você quer ser técnico?
O que eu quero é ser comentarista na Alemanha. Depois da Copa, tenho a intenção de buscar esse espaço, porque está um nível tão baixo de técnico, uma mesmice tão grande, pra falar a verdade. Vocês sabem quem é o Luiz Carlos Martins (técnico do Marília), né? Ele é um puta técnico. Mas só teve uma oportunidade de ser auxiliar do Luxemburgo no Corinthians.

MR: Se fosse diretor do Santos, contrataria o Luiz Carlos Martins?
Sem dúvida. E o Roberval Davino (técnico do América)? Também é um puta de um técnico. Só que, se ele passar por aqui, ninguém vai saber quem é.

MD: E o Oswaldo de Oliveira?
Eu andei defendendo o Oswaldo nos últimos meses... Ele é um estrategista? Não. Está na boca do povo? Não. Mas não é uma merda de técnico.

BB: Ele é do estilo do Parreira?
Pra falar a verdade, eu acho que ele é melhor que o Parreira, se você quer saber...

MD: Você acha que os jogadores acreditam no Oswaldo?
Muitos jogadores acham que o Oswaldo deixa a desejar taticamente. E só isso não basta. Para ser técnico, você tem que ser pai, padrasto, mãe, amante, psicólogo, um monte de coisa. Mas a melhor qualidade é que os jogadores confiem em você. Esse é o problema. Os jogadores confiam no Oswaldo como pessoa, mas não como técnico. Acho uma injustiça o que fizeram com ele no Santos, mas ele também que mude de comportamento. Pra falar a verdade, acho que o ciclo do Oswaldo acabou, dificilmente vai ser técnico de um time grande. Ele seria um ótimo coordenador-técnico.
MD: O que você acha do Parreira?
Em relação ao Parreira, eu tenho assim uma... Não sei se é bronca... Mas eu acho uma teta tão grande esse pessoal da comissão técnica da Seleção Brasileira, é um mamão com açúcar tão grande... Pra falar a verdade, o Parreira não é treinador. Para mim, há uma grande diferença entre treinador e técnico. Ele é só um bom técnico, sabe falar sobre o 4-4-2, o 3-5-não sei quanto... Essas coisas me irritam profunda- mente. Eu torço para que ele não vá para a Copa do Mundo, para que o Zagallo ganhe um busto no Tom Jobim, do tamanho do aeroporto, porque estou cansado de ver esses caras na Seleção desde 70, tanto na equipe principal como nas divisões de base.

MB: Mas o Parreira ganhou títulos no Corinthians.
E o Oswaldo ganhou o quê? Ele tem mais títulos que o Parreira no Corinthians. O Parreira deu sorte de ter o Corinthians na vida dele, foi a melhor coisa que aconteceu para ele. Como foi a melhor coisa que aconteceu para mim.

BB: Você é um dos jogadores mais importantes da história do Corinthians. Isso prejudica seu trabalho como comentarista e pode prejudicar o de treinador?
Desde a chegada da parceira com o MSI, em que estou batendo forte, tenho sentido isso na pele. Porque eu vou ao Pacaembu e tenho problemas com determinados torcedores, que me xingam. Se eu for treinador, é possível... Pra falar a verdade, eu nunca pensei nessa porra que você me perguntou. Eu tenho uma coisa com o Corinthians que nunca pensei que pudesse ter. Tem cara que me vê e chora. Nem dá para entender o que significa isso. Agora, para dirigir o São Paulo, o Palmeiras, o Santos, talvez eu tenha algum problema, sim.
MD: O que você acha do Kia Joorabchian, presidente da MSI?
Eu nunca estive com ele, mas não confio nele, assim, como ser humano. Não tenho nada contra ele nem sei quem ele é, mas ele me passa um tipo de... Para falar a verdade, eu acho que o Corinthians está numa barca tão furada que, quando chegar o momento de estourar, vai virar um Flamengo. Eu até gostaria que desse certo, porque é legal ver o Carlos Alberto, o Roger, o Tevez... Isso é muito importante para a gente que depende do futebol. Como é que vai vender jornal se não tiver jogador bom? Como é que um comentarista vai trabalhar se todo dia tem que dar pau no Corinthians? Tem hora que é f... Porque eu sou cobrado na rua por ser contra essa parceria: "Pô, a gente tinha um time de merda e agora tem um time fudido". Sabe que tem razão. Porque o Kia foi até a Polícia Federal, ficou na fila, prestou depoimento, ninguém prendeu o cara... Quem prejudica o Corinthians é a atual diretoria, que fez o clube ficar devendo R$ 60 milhões.

MR: Aceitaria um convite para trabalhar no Corinthians?
Se o Kia me oferecer US$ 1 milhão por mês, eu não trabalho no Corinthians. Como gerente, como técnico, eu não me associo a ele. Se o Corinthians continuar com esse time e ainda trouxer o Vágner Love, é sério candidato a ganhar tudo até quando durar isso aí. Mas eu não sei até quando.

MB: No tempo de jogador, você era estourado. Como comentarista, ganhou o apelido de "boca nervosa". Como técnico, não vai partir pra cima dos jogadores?
Talvez por isso eu ainda não esteja preparado para ser técnico. Eu não teria saco para ver o Tevez pipocar para bater um pênalti, por exemplo. Pra falar a verdade, acho que sairia na mão com ele no vestiário.

BB: Falar a verdade incomoda?
Isso me atrapalha até hoje. Tanto me atrapalha que eu poderia ter seguido a carreira de gerente de futebol, mas sempre botei a boca no trombone. Às vezes, não consigo não falar, ser político. Mas estou aprendendo a engolir determinados sapos. Ainda estou engolindo sapos menores, assim, tipo rãs, o que não fazia quando jogava. Mas, depois que fiz essa reeducação alimentar, não é que fiquei mais calmo, mas estou vivendo melhor. Como jogador, meu peso ideal era 74, 76 quilos. Sabe quantos quilos eu ficava acima do peso? Cinco, seis, sete... Passava de 82. Agora eu emagreci 30 em um ano e três meses.

BB: O que você come agora?
Eu como pra caralho: arroz, feijão, massa desde que seja até as 8h da noite. Mas não tomo refrigerante, não como fritura, não como lanche, que eu comia pra caralho, essas porras todas... Um Big Mac, eu comia dois Big Macs. Estou tendo essa força agora. Não poderia ter tido isso quando jogava? Não tive, então foda-se.

MB: Você comia escondido nas concentrações?
Você está falando de comida ou de mulher? (risos)

MB: De comida... (risos)
O pessoal fazia um tipo de dieta para mim. Mas você acha que, às 10h da noite, eu sendo ídolo do Corinthians, os funcionários do hotel não traziam coisas para mim? Você acha que, em troca de uma camisa do Corinthians, os caras não traziam um puta americano com dois ovos, uma puta Coca-Cola? (risos)

BB: E mulher?
Eu nunca fugi de concentração de jogo, nunca. Mas eu nunca fiquei reservado nas pré-temporadas. Saía, sim, escondido. Ia pra zona em todo lugar. Você queria que eu ficasse 20 dias...? É tão idiota da parte das pessoas. Hoje, tem um dia de folga para o jogador fazer o que quiser. Na minha época, era tudo fechado.

BB: Você não foi um exemplo de atleta fora de campo. Não é estranho, como comentarista, criticar um jogador que faz as mesmas coisas que você fazia?
É foda. Estou com um problema sério no Campeonato Espanhol. Falei que o Ronaldo estava pesando 90 quilos e dei seu peso ideal numa transmissão. Chegou um repórter da Band em Madri e o Ronaldo avisou que não falava com a emissora por minha causa. Porque eu chamei ele de gordo. De certa forma, eu me senti realmente honrado porque fui chamado de gordo minha vida toda, até hoje. Estava comendo pipoca num jogo e um cara me falou que eu poderia engordar. "Mas, meu senhor, eu não jogo mais futebol. E outra coisa: o dinheiro é meu". Em outra transmissão, falei que o Denílson estava gordo porque ele entrou em campo com a camisa fora do calção. Eu sei quando um cara está gordo: joga com a camisa fora do calção, bota uma camisa maior, treina de manga comprida num puta calor... Só que o Denílson foi legal: ligou no meu celular e resolvemos o problema.

MB: Você se sentia mal quando era chamado de gordo?
Você quer que eu fale uma coisa? Você sabe que tive que fazer terapia porque tinha depressão por causa disso? Fiz por três anos, a partir de 91, 92... Você não sabe o que é ser cobrado por todo mundo. Se eu for até o bar da esquina e pedir um lanche, o cara vai fazer algum comentário. Depois que eu parei de jogador futebol, dificilmente eu saía de casa, me sentia envergonhado. Eu ainda sou cobrado para ficar magro. Isso é uma coisa desagradável, nojenta, um preconceito fora do comum. Se eu for numa churrascaria, o garçom vai falar que eu não posso comer para não engordar. Todo mundo se mete na minha vida. O rótulo de gordo foi uma das piores coisas da minha vida.

MR: Você já fez algum regime louco?
Tomei remédio, tarja preta, puta que o pariu. Sabe o que eu fazia? Deixava de almoçar para jogar à tarde. Olha só, que ignorância! Imagine correr 90 minutos, debaixo de sol, sem almoçar?


Ficha técnica

Nome: José Ferreira Neto
Nascimento: 9/9/1966, em Santo Antônio de Posse (SP)
Clubes como jogador: Guarani (83-86, 95), Bangu (86), São Paulo (87), Guarani (88), Palmeiras (89), Corinthians (89-93, 97), Milionarios-COL (93), Santos (94), Atlético-MG (95), Matsubara (95), Araçatuba (96), Deportivo Italchacao-VEN (98) e Etti Jundiaí (99)
Títulos como jogador: Campeonato Paulista (87) pelo São Paulo; Campeonato Brasileiro (90), Supercopa do Brasil (91) e Campeonato Paulista (97) pelo Corinthians
Clube como dirigente: Diretor-técnico do Guarani (2000-2002)
Como comentarista e colunista: TV e Rádio Bandeirantes (99-2000), Rede TV! (2004), TV Bandeirantes e Rádio Transamérica (desde 2004) e "O Estado de São Paulo" (desde 2005)


Jogo Rápido

l Em que pensou no último banho: Estava pensando nas perguntas de uma entrevista que farei com o Ronaldinho Gaúcho. Por que ele, que é considerado o melhor jogador do mundo, faz tão poucos gols?
l Qual foi a melhor festa da sua vida: Meu primeiro casamento acabou por essas festas (Neto foi casado com Ana Helena por dez anos), agora estou pianinho... Mas foi uma tipo "Calígula". Já assistiu ao filme? Foi num motel
l Quando perdeu a virgindade: Perdi com 15 para 16 anos numa zona da Costa Aguiar em Campinas. Peguei meu primeiro salário no Guarani e paguei
l Qual foi o lugar mais exótico que transou: Dirigindo um carro em alta velocidade
l Já experimentou drogas: A única foi cigarro. Fumei dos 17 aos 36 anos. Parei porque um amigo morreu de câncer
l Em quem votou na última eleição: Não votei porque acho que o voto não deve ser obrigatório
l O que faria você entrar na política: Um convite do Lula
l A que você assiste escondido: "SexyHot", escondido da minha mulher e da minha filha, mas minha mulher sabe. Até porque meu casamento melhora muito com isso, aprendo umas posições fantásticas
l O presidente Lula é: Fantástico
l Os palmeirenses são: Pô, são metidos pra caramba
l Qual foi a coisa mais estranha que já fez: Estava voltando para Campinas , debaixo de uma chuva, com vontade de mijar... Tentei fazer xixi numa garrafa, mas molhei tudo. Fodi o carro do meu irmão
l Você é a favor do aborto: Sim. O governo poderia fazer isso para as pessoas não passarem fome
l Você é a favor da união gay: Sou a favor da união legal, mas não do casamento religioso
l Você é a favor da pena de morte: Só para duas coisas, seqüestro e estupro
l Você é a favor da legalização da maconha: Não
l Qual é sua mania secreta: Eu me masturbo pra caramba, me ajuda muito
l Quem é seu desafeto: Uma das piores pessoas que conheci no futebol foi o goleiro do Guarani, Jean
l Quem é irritante: Eu. Sou um cara totalmente chato


Histórias reais

'Corintians', uma paixão de infância
lll José Ferreira Neto tem uma relação muito forte com o Guarani, de Campinas, time onde começou a carreira ainda adolescente e que o projetou nacionalmente. Mas ele não renega a paixão de infância:
- Sempre fui corintiano.
Tanto que, no dia 13 de outubro de 1977, depois de o Corinthians vencer a Ponte Preta por 1 a 0 na decisão do Campeonato Paulista e encerrar uma fila de 23 anos sem título, Neto, então com 11 anos, saiu da casa em que morava em Santo Antônio de Posse, no interior paulista, para fazer festa com o primo Marinho. Munidos de giz, pedaços de tijolo ou qualquer outro objeto que servisse para escrever, eles picharam o nome do time por todos os cantos da rua João Lucon, onde a família morava. Só que, ainda criança, Neto não sabia direito como escrever o nome do time do coração. E mandou "Corintians", assim mesmo, sem o "h". Tempos depois, ele aprenderia a grafia correta. Mas a falta de uma simples letra não estragou uma festa tão grande.


O relicário de Rivelino

Neto não titubeia quando lhe perguntam qual é o melhor jogador que ele viu jogar:
- O Careca, centroavante, desde a época do Guarani, no São Paulo, no Napoli, na Seleção Brasileira.
Mas seu ídolo, "daquele que sempre quis chegar perto, tirar um foto", é outro: Rivellino, canhoto, ligado ao Corinthians, camisa 10 como ele. Quando chegou ao Parque São Jorge, em 1989, Neto foi presenteado por Paulo Dias, que foi roupeiro do clube por quase 30 anos, com o armário de Rivellino.
- Estava fechado. Nunca ninguém tinha aberto aquele armário - conta.
Dentro dele, Neto encontrou relíquias que guarda até hoje: relatórios de treinamentos, mapas de contusões, objetos pessoais, toda a história de Rivellino no Corinthians.
Mas Neto tem outro hobby, que ganhou contornos de tarefa profissional desde que ele começou a trabalhar como comentarista: ler biografia de jogadores, principalmente de ex-corintianos. Sobre jogadores ainda em atividade, ele também costuma se informar. E Romário? Tem que parar?
- Acho uma besteira tão grande que as pessoas se preocupem com o Romário. Ele poderia, inclusive, jogar um período num grande time paulista. Seria fantástico. Se ele quiser continuar jogando, vou continuar batendo palma.


Entrevista sem censura

O ex-jogador e comentarista Neto recebeu a equipe de entrevistadores da revista na área social do flat que usa em São Paulo quando sai de Campinas, onde mora com a mulher Fernanda e a filha Luísa.


(Lance!A+, www.lanceamais.com.br, 26/03 a 01/04/2005)



cheap jordans for sale| cheap jordans free shipping| cheap wholesale air jordan shoes| cheap authentic jordan shoes| cheap jordan shoes| wholesale jordan shoes| cheap jordan 11| cheap air jordan shoes| cheap authentic retro jordans| cheap jordans| cheap jordan sneakers| cheap kicks online| cheap air jordan from china| cheap nike air jordan shoes| cheap air jordan paypal| buy cheap air jordans shoes| air jordan outlet store| cheap air jordan shoes outlet| cheap air jordan free shipping| air jordan shoes for sale cheap| cheap air jordan online shop| best replica air jordans 2015| air jordan outlet online| wholesale air jordans free shipping paypal| 2015 cheap air jordans buy| wholesale replica air jordans| wholesale authentic air jordans| cheap replica air jordans sale| fake air jordans from china| cheap fake air jordans shoes| replica air jordans free shipping| buy replica air jordans online| authentic celine bags online| celine bag cheap| celine replica handbags| buy celine bag uk| celine bag outlet online| celine factory outlet| wholesale celine bags| fake celine bags online| celine bag replica| celine bag sale| buy celine bag uk| cheap celine bags| celine bags for sale online| replica celine bag cheap| discount celine bags| wholesale celine bags| cheap authentic celine bags| celine factory outlet| fake celine bags| celine bag sale| celine bag replica| cheap celine bags uk| celine bag cheap| celine bag outlet online| fake celine bags| celine bag online sale| ray ban sunglasses wholesale| best knockoff ray bans| cheap ray ban sunglasses| fake ray bans| best replica ray bans| cheap ray bans aviators 3025| fake cheap ray bans| cheap ray ban wayfarers| cheap ray ban outlet store| authentic ray ban sunglasses wholesale| best ray ban sunglasses for men| ray ban sunglasses australia| ray ban sunglasses canada| discount ray ban sunglasses usa| buy ray ban sunglasses uk| polarized ray bans on sale| ray ban sunglasses buy| folding ray ban sunglasses| ray ban sunglasses online| buy ray ban sunglasses sale| authentic ray ban sunglasses wholesale| fake polarized ray bans| cheap ray ban outlet store| cheap ray bans aviators| cheap ray ban wayfarers| best replica ray bans| best knockoff ray bans| buy cheap ray ban sunglasses| best fake ray bans wayfarer| ray ban sunglasses wholesale| very cheap oakley sunglasses| knockoff oakley sunglasses| knockoff oakleys for sale| discount oakley sunglasses| cheap replica oakleys| oakley sunglasses outlet| wholesale fake oakleys| oakley sunglasses for cheap| buy oakley sunglasses uk| wholesale oakley sunglasses| buy cheap oakley sunglasses| cheap oakley sunglasses australia| oakley sunglasses canada| oakley sunglasses online| oakley sunglasses sale| very cheap oakley sunglasses| oakley sunglasses half jacket| oakley sunglasses cheap sale| best oakley sunglasses| oakley glasses online| really cheap oakley sunglasses| knockoff oakley sunglasses| knockoff oakleys for sale| replica oakleys uk| discount oakley sunglasses| oakley sunglasses for cheap| cheap oakley sunglasses uk| oakley sunglasses outlet store| Fake Oakley Sunglasses| wholesale oakley sunglasses usa| peuterey outlet| peuterey jacken| peuterey jacken| peuterey outlet| peuterey outlet| peuterey jacken| peuterey online shop| peuterey outlet| peuterey jacken herren| peuterey jacken| peuterey online shop| peuterey heren jas| peuterey jassen dames| peuterey online shop| peuterey heren jas| peuterey outlet| peuterey jassen| peuterey jassen dames| peuterey online shop| peuterey heren jas| peuterey damen| peuterey jacken| peuterey jacken damen| peuterey outlet| peuterey sale| peuterey jacken herren| peuterey online shop| peuterey sale| peuterey outlet deutschland| peuterey outlet deutschland| peuterey paris| peuterey online shop| peuterey doudoune| peuterey france| peuterey femme| peuterey paris| peuterey online shop| peuterey femme| peuterey france| peuterey doudoune| peuterey sale| peuterey jassen| peuterey jassen heren| peuterey online shop| peuterey jassen dames| peuterey sale| peuterey jassen dames| peuterey jassen heren| peuterey jassen online| peuterey jassen| peuterey sale| peuterey outlet| peuterey online shop| peuterey jacken herren| peuterey jacken damen| peuterey outlet| peuterey jacken damen| peuterey jacken herren| peuterey online shop| peuterey sale| peuterey online| peuterey outlet españa| peuterey españa| peuterey hombre| peuterey mujer| peuterey online| peuterey hombre| peuterey mujer| peuterey outlet españa| peuterey españa| peuterey outlet| peuterey online outle| giubbotti peuterey| giubbotti peuterey outlet| giubbotti peuterey uomo| giubbotti peuterey uomo| peuterey uomo| peuterey outlet online| peuterey donna| giubbotto peuterey| giubbotti peuterey| peuterey outlet| peuterey outlet online| peuterey donna| peuterey uomo| giubbotti peuterey uomo| giubbotto peuterey| peuterey uomo| giubbotto peuterey uomo| giubbotti peuterey outlet| peuterey outlet| peuterey donna| giubbotti peuterey| peuterey outlet online| peuterey uomo| giubbotti peuterey outlet| peuterey uomo| giubbotti peuterey uomo| giubbotto peuterey| giubbotto peuterey uomo|